• Valeska Petek

Perfil C do DISC: o que significa e o que fazer com o resultado do seu teste


Já passamos da época em que a inovação era um diferencial: hoje, empresas que não inovam simplesmente deixam de existir, e profissionais que não se atualizam deixam de ser atrativos. Assustador, né?


Para algumas pessoas, esse cenário pode não ser tão incômodo assim. São aquelas com perfil questionador, que perguntam "por que não faríamos?" diante de uma ideia inusitada. Isso não significa que, automaticamente, elas sejam inovadoras - mas existe ali menos resistência para criar algo fora do padrão.


Por outro lado, há pessoas com facilidade em avaliar como tornar essas ideias possíveis: há normas relacionadas a esse tipo de produto? Essa mudança impactará outros processos da empresa? O ponto forte dos profissionais cautelosos são os "pés no chão".


Nossa tendência a nos comportamos de modo mais apegado aos procedimentos ou mais questionador pode ser explicada por meio da análise do nosso perfil. Isso é possível através da realização de um teste oficial, com metodologia científica, que avalie quatro fatores: Dominância, Influência, Estabilidade e Conformidade.


Neste artigo vamos falar sobre a última das quatro letras consideradas pela metodologia DISC, entendendo as características e oportunidades para quem tem uma Conformidade mais (ou menos) intensa.


O QUE SIGNIFICA SE MEU RESULTADO DEU UM C "ALTO"?


A palavra "alto" nesse contexto não se trata de algo positivo ou negativo. Ela apenas traduz o fato de que, no gráfico, há uma linha do meio e o ponto está localizado acima dela. Caso o seu resultado indique um C mais intenso, é possível que você se identifique com adjetivos como esses:


Perfeccionista, Exato, Cuidadoso, Lógico... entre outros.

Geralmente pessoas com essa característica tendem a se motivar ao atuarem com instruções claras sobre o que deve ser feito (tendo referências ou um passo a passo). Será que um "alto" C se daria bem em um cargo como o de Engenheiro de Produção, por exemplo? Depende, se as atividades forem voltadas, em sua maioria, a garantir padrões de qualidade (de processos, produtos ou serviços), ou a executar algo com atenção aos detalhes, as chances são grandes.



Dica importante: se você tem um perfil como esse, pode ser que ambientes de trabalho sem procedimentos bem definidos te desmotivem (a falta de orientações claras pode causar desconforto a qualquer profissional, mas para esse perfil isso é especialmente importante). Vale guardar essa informação ao pensar em mudanças na carreira: afinal, se o próximo cargo e/ou empresa forem parecidos com o anterior, a insatisfação vai te acompanhar por lá também.


O QUE SIGNIFICA SE MEU RESULTADO DEU UM C "BAIXO"?


A palavra "baixo" nesse contexto não se trata de algo positivo ou negativo. Ela apenas traduz o fato de que, no gráfico, há uma linha do meio e o ponto está localizado abaixo dela. Além disso, tudo o que está localizado abaixo da linha é importante para intensificar outras características. Caso o seu resultado indique um C menos intenso, é possível que você se identifique com adjetivos como esses:


Independente, Obstinado, Teimoso, Opinante... entre outros.

Geralmente pessoas com essa característica tendem a, por exemplo, serem mais firmes em suas opiniões. Será que um "baixo" C se daria bem em um cargo como o de Engenheiro de Produção, por exemplo? Depende, se as atividades forem voltadas à criação de algo que foge dos padrões atuais (uma forma de inovação), as chances são grandes. Esse perfil pode ter facilidade com atividades em que há a necessidade de usar a criatividade.



Se você tem um perfil como esse, pode ser que ambientes de trabalho com uma hierarquia muito verticalizada e rígida te desmotivem. Assim, vale guardar essa informação ao pensar em mudanças na carreira para que você possa ocupar um cargo com atividades que aproveitem o que você tem a oferecer.


Importantíssimo: não é possível avaliar uma pessoa com base em apenas uma característica. A metodologia DISC considera 4 letras, cada uma representando uma característica: Dominância, Influência, Estabilidade e Conformidade. Aqui neste artigo abordamos características introdutórias e gerais, mas apenas a interpretação da combinação dos 4 fatores (e suas intensidades) nos dará um parecer confiável. Nada de tomar decisões de carreira com informações pela metade, combinado? :)


-


Se você também quer tomar decisões de carreira com base em dados, fale comigo! Desde 2019 sou certificada pela Thomas International Brasil a aplicar e dar devolutivas do PPA (teste de perfil com base na metodologia DISC, auditado pela Federação Europeia de Associações de Psicólogos). Ele será a base da nossa análise, em que te ajudo a se conhecer melhor, bem como planejar os próximos passos do seu desenvolvimento - sempre de acordo com o que você deseja alcançar.


-


Vamos juntos construir a carreira que você quer ter?


Marque aqui alguém que vai gostar desse artigo. Vou adorar ler seus comentários ou dúvidas!


-

Artigo publicado originalmente aqui.