top of page
  • Foto do escritorValeska Petek

4 Passos para Trocar de Emprego (sem levar a frustração junto)



"Eu quero trocar de emprego, mas tenho medo de trocar seis por meia dúzia" 🪺.


Se você também tem essa preocupação, significa que você tem os pés no chão. Afinal, de nada adianta sair de um emprego devido a uma insatisfação e encontrar outra parecida no novo trabalho.


Aqui vão alguns passos para te ajudar a diminuir seus riscos nessa fase de mudanças. Vem comigo! 👇🏻


PASSO 1

SAIBA O QUE QUER (ALÉM DE DESEJAR TROCAR DE EMPREGO, CLARO)


Este passo é fundamental para todos os outros.


Sem ter clareza do que você quer para sua carreira daqui para a frente, você tem grandes chances de acabar aceitando uma vaga que não combina com você. Pense antes de agir.


💡 Dica 1: Responder à pergunta "o que você gosta de fazer?" é um bom começo. Geralmente já temos pistas das atividades que realizamos com mais facilidade e também prazer, e amigos próximos também podem ajudar nessa pesquisa. É uma oportunidade de identificar áreas de conhecimento nas quais você mais se interessa.


💡 Dica 2: Uma fonte valiosa de informações são os testes de perfil. Com embasamento científico, descrevem de forma imparcial o seu perfil naquele recorte de tempo. Daí, o próximo passo será entender quais vagas se beneficiam dele. Por exemplo: profissionais mais planejadores terão um bom desempenho em vagas diferentes dos profissionais mais dinâmicos.


"Mas, Valeska, não é o recrutador quem tem que perceber o meu potencial?

Isso pode até acontecer. Entretanto, o Recrutador trabalha para a empresa, não para você, e o papel dele é encontrar o melhor candidato para determinada vaga. Se você busca alguém para te ajudar a identificar e usar seu potencial, busque um Mentor de Carreira.



PASSO 2

SEJA ESTRATÉGICO AO DESCREVER SUA TRAJETÓRIA - E SEU OBJETIVO - EM SEU CURRÍCULO 📑


Imagine um profissional da área de Logística que atuou no estoque de uma empresa. Daqui em diante, ele quer integrar sua experiência com a área de conhecimento da faculdade que ele acabou de concluir: Tecnologia da Informação. Por isso, a vaga desejada envolve uma automatização da área logística de uma indústria.


Contar sobre tudo o que ele fez na área Logística não será o suficiente para demonstrar seu preparo para atuar com automatização. É necessário falar sobre os seus próximos passos.


Exemplo 1: em vez de falar que era "responsável pelo estoque", vale destacar (se for uma informação real) que realizou a "implementação da gestão do estoque por meio do [sistema], que gerou uma redução de X% nos desperdícios de [item]". Veja como um recrutador já suporia que esse candidato tem conhecimento técnico, experiência prática e soft skills relevantes para um projeto de melhoria. Se for um sistema/software/linguagem de programação que também é usado na empresa desejada, melhor ainda.


Exemplo 2: Um objetivo profissional descrito como "contribuir para a empresa enquanto desenvolvo minha própria carreira" não fala muito. Poderia ser o currículo de um Analista Financeiro, ou de RH, ou de Vendas. Se o texto se aplica a cargos de várias áreas, é porque está genérico demais. O caminho mais persuasivo é contar mais sobre como seu papel é relevante. Algo como "contribuir para a automatização de processos na área Logística, por meio de [item 1] e [item 2]".


Não tenha medo de descrever suas intenções. Tanto na elaboração do currículo quanto no preenchimento do seu perfil no LinkedIn, é hora de reunir tudo o que você tem na sua bagagem, somar com seus objetivos dali em diante, e comunicar isso por escrito.



PASSO 3

TRANSMITA INTENCIONALIDADE NAS ENTREVISTAS 💼


Imagine um profissional da área de Vendas que atuou no atendimento ao cliente em lojas físicas. Por ter um perfil mais analítico, daqui em diante ele prefere atuar mais com a análise de métricas que ajudem a impulsionar o e-commerce, em um cargo de liderança.


💬 Exemplo 1: Para a pergunta "por que você quer trocar de emprego?", não é o momento de focar em aspectos negativos do passado, comentando o quanto ele se incomoda com o contato com o público. Uma resposta construtiva foca em algo como "após [x] anos atuando com Vendas, percebi que tenho facilidade ao analisar métricas relacionadas a [item 1] e [item 2]. Sei que isso possibilita que a empresa possa avançar em [y], e gostaria de contribuir para isso".


💬 Exemplo 2: Vale averiguar se a empresa desejada irá oferecer algo diferente do que você já vivencia. Se na empresa atual você se sente estagnado, pois não há oportunidades de crescimento, pergunte sobre o plano de carreira oferecido pela nova organização durante a entrevista. Se sentir abertura, peça também exemplos de funcionários promovidos recentemente e quanto tempo eles têm de empresa.


A entrevista é um momento de avaliação para ambos os lados.



PASSO 4

NETWORKING SAUDÁVEL PODE SER SEU DIFERENCIAL


Você deve mesmo manter sigilo na sua busca por um novo emprego. Mesmo assim, vale a pena pensar em estratégias que te aproximem de oportunidades através da sua rede de contatos.


💡 Dica 1: Se eu te pedisse para citar uma marca de refrigerante, mesmo que você não consuma, provavelmente você citaria a Coca-Cola. E se eu falar a palavra Nike? Há grandes chances de algum produto, como um par de tênis da marca, vir à sua mente. É como se, dentro da mente dos consumidores, houvesse uma fatia ocupada por essas marcas - o que as tornam tão vívidas na memória (para se aprofundar, sugiro consultar as finalistas do prêmio Top of Mind). Reflita sobre como isso se aplica a você: o que as pessoas imaginam ao ouvir o seu nome?

Sua marca já existe, mesmo que você não cuide dela.

💡 Dica 2: Aquele conceito de "ser visto para ser lembrado" é real. As pessoas interagem com algo que as lembre de você em diversos pontos de contato: eventos presenciais, reuniões de benchmarking, conteúdos compartilhados online, entre outros. Analise como você tem alimentado relacionamentos relevantes para sua carreira - eles podem ser a ponte que faltava para te conectar a oportunidades.


É por isso que aquele passo 1 é tão importante: saber o que você quer para sua carreira te ajuda a saber como comunicar isso aos profissionais de RH e outros colegas de profissão.



-


O que fazer agora?



-

Artigo publicado originalmente aqui.

コメント


bottom of page